Última viagem de Obama e visita de Zuckerberg são destaques da cúpula do Apec

Lima, 13 nov (EFE).- A última viagem internacional do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a presença do criador do Facebook, Mark Zuckerbeg, centrarão a atenção da Semana de Líderes do Fórum Econômico Ásia-Pacífico (Apec, na sigla em inglês), que começa nesta segunda-feira em Lima.

A capital do Peru receberá mais de 7.000 pessoas em uma intensa agenda de reuniões e conferências que terminará no fim de semana com a cúpula dos presidentes e governantes das 21 economias do Apec, onde estarão Obama e os líderes da Rússia, Vladimir Putin, e da China, Xi Jinping, entre outros.

Está prevista a participação de cinco presidentes de países latino-americanos, entre eles o peruano Pedro Pablo Kuczynski, como anfitrião da cúpula; a chilena Michelle Bachelet e o mexicano Enrique Peña Nieto, governantes das três economias latino-americanas que compõem o Apec.

Também se espera a presença do presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e de seu homólogo argentino, Mauricio Macri, que realizarão conferências com empresários.

É a segunda vez em oito anos que Lima acolhe a cúpula de líderes do Apec após tê-la organizado em 2008, e nesta ocasião realizará as reuniões sob o lema "Crescimento de qualidade e desenvolvimento humano".

A primeira atividade começará esta segunda-feira com a quarta reunião do ABAC (Conselho Consultivo Empresarial do Fórum), que se desenvolverá até o dia 17 de novembro.

Já na quarta-feira haverá uma reunião conjunta entre os ministros das Relações Exteriores e Comércio Exterior das 21 economias do Apec.

Um dia depois começará a reunião empresarial Apec CEO Summit, na qual se prevê a participação de 1.500 empresários e executivos e onde os organizadores esperam a presença de Obama, Putin e Zuckerberg no sábado, 19 de novembro, dia de encerramento da reunião.

O presidente americano chegará a Lima após visitar a Grécia e a Alemanha, naquela que será sua última viagem internacional como presidente.

Obama aproveitará sua presença no Peru para realizar reuniões bilaterais com Kuczynski e com o primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull, e espera ter um encontro com os líderes dos outros 11 países do Acordo Transpacífico de Cooperação Econômica (TPP), pendente de ratificação pelo Congresso americano.

Zuckerberg, por sua vez, fará no sábado uma conferência e posteriormente se reunirá com Kuczynski e outros ministros do governo peruano para tratar o desenvolvimento de aplicativos e linguagens de programação em escolas.

Os presidentes e governantes das economias do Apec iniciarão no próprio sábado suas conversas e nesse mesmo dia terão reuniões informais com Zuckerberg e com os presidentes da Aliança do Pacífico, formada por Chile, Colômbia, México e Peru.

Os líderes também conversarão no domingo com a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, e em seguida Kuczynski divulgará as conclusões dos diálogos.

As 21 do Apec representam 54% do Produto Interno Bruto (PIB) global e 50,3% das exportações mundiais, e contam com um mercado de mais de 2,8 bilhões de pessoas, equivalente a 40% da população mundial.

Os países que fazem parte do Apec são Austrália, Brunei, Canadá, Chile, China, Hong Kong, Indonésia, Japão, Coreia, Malásia, México, Nova Zelândia, Papua Nova Guiné, Peru, Filipinas, Rússia, Cingapura, Taipé, Tailândia, Estados Unidos e Vietnã.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos