Papa pede à Igreja dos Estados Unidos para evitar muros e construir pontes

Cidade do Vaticano, 15 nov (EFE).- O papa Francisco pediu à Igreja Católica dos Estados Unidos para "evitar muros e construir pontes" em uma mensagem de vídeo divulgada nesta terça-feira à Assembleia-Geral da Conferência Episcopal do país em Baltimore.

"Nosso grande desafio é criar uma cultura do encontro, que encoraje cada pessoa e cada grupo a compartilhar a riqueza de suas tradições e experiências, de abater muros e construir pontes", indicou o pontífice na mensagem divulgada pela Santa Sé.

"A Igreja nos Estados Unidos, como em outras partes do mundo, deve sair de sua comodidade. Os católicos devem ser portadores de boas notícias em uma sociedade submissa a desconcertantes mudanças sociais e a uma crescente polarização", disse o pontífice.

Ao lembrar de sua viagem aos EUA em setembro de 2015, o pontífice afirmou que ficou "impressionado pela vitalidade e a diversidade da comunidade católica".

"Ao longo de sua história, a Igreja em seu país acolheu e integrou novos fluxos de imigrantes. Com uma rica variedade de suas línguas e tradições culturais, deram forma ao rosto em uma contínua transformação da Igreja dos EUA", afirmou Francisco.

Nesse sentido, Francisco pede ao clero americano que considere como as igrejas locais podem "responder melhor à crescente presença, aos dons e ao potencial hispânica".

As palavras do papa contrastam com a controvertida intenção do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, de conseguir uma barreira na fronteira sul do país para conter a imigração irregular procedente do México.

Em fevereiro, no retorno de uma viagem pastoral ao México, Francisco disse que construir muros "não é cristão". Trump respondeu o pontífice, afirmando ser "vergonhoso" um papa questionar a fé de uma pessoa.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, disse que o papa não teve como objetivo fazer um "ataque pessoal ou indicação de voto" com as declarações, mas reafirmar a mensagem de criar pontes entre as culturas.

Trump minimizou a polêmica e afirmou que o papa é "maravilhoso". EFE

gsm/lvl

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos