Províncias sírias são bombardeadas após anúncio da Rússia sobre porta-aviões

Beirute, 15 nov (EFE).- Aviões de combate não identificados lançaram nesta terça-feira vários ataques contra áreas do norte da província síria de Homs e distintas partes de Idlib, que deixaram vários feridos, coincidindo com o anúncio da Rússia de que suas forças estão empregando o porta-aviões "Almirante Kuznetsov".

O Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou que a cidade de Makramia, no norte de Homs, e as áreas de Saraqeb e Horsh Kafr Nabel, no norte e no leste de Idlib, respectivamente, foram bombardeadas.

Também foram alvo de ataques as áreas de Yusif e Kafransa, no oeste de Idlib.

O Observatório destacou que desde esta manhã houve dezenas de bombardeio de aviões e helicópteros militares em Idlib, que também deixaram feridos.

Estes bombardeios coincidem com o anúncio do ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, que informou hoje do início de uma "grande operação de ataques maciços contra o Estado Islâmico (EI) e a Frente de Conquista do Levante (antiga Frente al Nusra) nas províncias sírias de Homs e Idlib", com a participação do porta-aviões "Almirante Kuznetsov".

Pela primeira vez na história, o único porta-aviões da Marinha russa entrou em ação de combate, disse Shoigu ao presidente russo, Vladimir Putin, em reunião realizada na cidade de Sochi, às margens do Mar Negro, segundo veículos de comunicação locais.

O norte de Homs e quase toda a província de Idlib estão em poder da Frente da Conquista do Levante e outras facções.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos