México pede que mexicanos nos EUA "não entrem em situações de conflito"

Cidade do México, 16 nov (EFE).- O governo do México pediu aos imigrantes mexicanos que moram nos Estados Unidos para "não entrarem em situações de conflito", como parte de um pacote de 11 medidas para enfrentar os efeitos da entrada do republicano Donald Trump no poder, que acontecerá em janeiro.

O plano, divulgado pela Secretaria de Relações Exteriores, inclui "reforçar o diálogo com autoridades estaduais e municipais, já que as políticas locais determinam, em boa medida, a vida diária dos mexicanos nos Estados Unidos", e "estreitar a relação com organizações de direitos civis".

O órgão também fez um apelo "às comunidades a evitar toda situação de conflito e a não entrar em ações que possam derivar em punições administrativas ou judiciais", em aparente resposta à intenção de Trump de repatriar de 2 a 3 milhões de imigrantes de seu país e as suas mensagens xenófobas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos