Soldados turcos destacados em base da Otan pedem asilo à Alemanha

Berlim, 16 nov (EFE).- Vários soldados turcos destacados na base da Otan em Ramstein, no sul da Alemanha, pediram asilo às autoridades alemãs após o fracassado golpe de Estado do último mês de julho na Turquia.

Fontes do distrito de Kaiserslautern informaram nesta quarta-feira da apresentação dessas solicitações, sem detalhar o número nem os motivos alegados pelos peticionários.

Além dos próprios soldados, vários de seus familiares solicitaram asilo, segundo a emissora de rádio pública regional "SWR".

Os pedidos de asilo foram apresentados no início de novembro e foram canalizados por meio do departamento para Migração e Refugiados.

Em Ramstein se encontra uma das grandes bases militares americanas fora dos Estados Unidos e é também o quartel-general da Otan na Alemanha.

Entre os 500 soldados destacados nessa base, se encontram 30 turcos, segundo informações da "SWR".

A tentativa de golpe do último dia 15 de julho contra o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, foi respondida com uma onda de detenções e destituições no estamento militar desse país.

Segundo a "SWR", os soldados turcos que solicitaram asilo estavam prestes a retornar seu país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos