Ex-governador Sérgio Cabral é preso por corrupção

Rio de Janeiro, 17 nov (EFE).- A Polícia Federal (PF) deteve nesta quinta-feira o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral por suposto recebimento de propina relativa a obras realizadas no estado, informaram fontes oficiais.

Cabral foi detido em sua casa do bairro do Leblon, um dia depois da detenção de outro ex-governador, Anthony Garotinho, suspeito de participar de compra de votos.

Sérgio Cabral foi detido dentro da operação Calicute, parte da operação Lava Jato, que investiga desvios vinculados à Petrobras.

A Justiça estima que Cabral participou de um esquema de desvio de fundos que movimentou mais de R$ 200 milhões em propinas em obras de reforma do Maracanã e da construção do Arco Metropolitano.

Além do ex-governador, que governou o estado entre 2007 e 2014, a Polícia deteve seu assessor mais próximo, Wilson Carlos, e vários de seus assessores, acusados de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

A detenção de Cabral, do PMDB, coincide com a crise que abala o estado do Rio e com uma onda de protestos dos funcionários públicos contra os cortes que o governo estadual pretende realizar para equilibrar as contas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos