Marine le Pen diz que se Trump quiser conhecê-la, basta um telefonema

Paris, 17 nov (EFE).- A presidente do partido de extrema-direita da França, o Frente Nacional (FN), Marine le Pen, afirmou que o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, tem seu número de telefone, e que, se ele quiser encontrá-la, basta ligar para ela.

"Temos conhecidos em comum, há muito tempo, desde muito antes de ele ser o escolhido nas primárias (republicanas). Se amanhã ele quiser me conhecer, ele tem o meu número, ao contrário de Hollande (o atual presidente da França)", disse Le Pen em declarações divulgadas nesta quinta-feira pelo jornal "Présent", que é ligado a seu partido.

Assim, Le Pen aproveitou o ensejo para criticar Hollande, que no livro "Conversations privées avec le président" afirmou que não pôde entrar em contato com ela após os ataques jihadistas de janeiro de 2015 em Paris porque não tinha seu número de telefone pessoal.

A líder do FN parabenizou Trump por sua provável vitória, inclusive antes de sua confirmação oficial, e após o resultado das eleições, viu seu triunfo como uma vitória da liberdade do povo.

"O que ocorreu não é o fim do mundo, é o fim de um mundo", disse Le Pen em 9 de novembro, ao opinar que a eleição do magnata se soma a outras "opções democráticas", como o "Brexit", que "enterram a antiga ordem e constroem a do amanhã".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos