Justiça dos EUA condena sobrinhos da mulher de Maduro por narcotráfico

Nova York, 18 nov (EFE).- Um júri americano declarou culpados por narcotráfico nesta sexta-feira os sobrinhos da senadora Cilia Flores, mulher do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que estavam sendo processados em Nova York.

A decisão, que afeta Efraín Antonio Campo Flores e a Francisco Flores de Freitas, foi anunciada ao término de cinco horas e meia de deliberações do júri, composto por sete mulheres e cinco homens.

A condenação será divulgada mais adiante pelo juiz, embora, em princípio, tenha sido estabelecida a data de 7 de março do ano que vem para o resultado.

O julgamento, que começou no dia 7 de novembro, um ano após os acusados terem sido detidos no Haiti e depois levados aos Estados Unidos, ficou a cargo do juiz Paul Crotty.

A promotoria havia acusado os dois venezuelanos de tentarem exportar aos Estados Unidos cerca de 800 quilos de cocaína da Venezuela via Honduras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos