Bombardeios nos arredores da capital síria deixam dezenas de mortos e feridos

Cairo, 20 nov (EFE).- Pelo menos 30 pessoas morreram nos últimos três dias por bombardeios em áreas da região de Ghouta Oriental, o principal bastião da oposição nos arredores de Damasco, a capital da Síria, informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A ONG detalhou que das 30 vítimas mortais, pelo menos 15 são crianças e três mulheres, além de dezenas de feridos de diversa gravidade.

O OSDH explicou que as forças do regime e aviões de guerra bombardearam por ar e terra várias áreas de Ghouta Oriental desde o dia 17 de novembro, entre elas a cidade de Duma, a maior da região.

Além disso, foram alvo dos bombardeios aéreos e de artilharia as populações de Harasta, Arbain, Yasrin e Saqba, entre outras.

O aumento dos bombardeios sobre esta área é parte da estratégia das forças governamentais para tomar o controle das localidades de Al Shifuniya e Al Rihan, próximas a Duma, principal bastião do grupo rebelde Exército do Islã, segundo o OSDH.

As autoridades responsabilizam essa organização armada de lançar foguetes sobre Damasco a partir da periferia da capital síria.

A aviação governamental costuma bombardear Ghouta Oriental e outras áreas nos arredores de Damasco que são controladas pelos insurgentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos