Chuvas deixam mais de 42 mil deslocados no norte da República Dominicana

Santo Domingo, 20 nov (EFE).- As fortes chuvas que atingem o norte da República Dominicana fizeram com que mais de 42 mil pessoas tivessem que deixar seus lares e mantêm 26 das 32 províncias do país em alerta, informou neste domingo o Centro de Operações de Emergências (COE) do país caribenho.

As fortes precipitações vêm ocorrendo desde o princípio de novembro e, segundo a previsão de hoje do Escritório Nacional de Meteorologia (Onamet, sigla em espanhol), elas devem se prolongar por, pelo menos, mais 72 horas.

Várias pontes e estradas ficaram severamente afetadas e muitos dutos de abastecimento de água se encontram fora de serviço, reportou o COE.

De acordo com o órgão oficial, 42.200 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas pelas chuvas dos últimos dias no norte do país, das quais 1.434 se encontram em abrigos oficiais e o restante em casas de familiares e amigos.

No total, 8.348 imóveis foram danificados ou ficaram alagados e 34 estão totalmente destruídos, acrescentou o COE, que, além disso, indicou que 96 localidades estão incomunicáveis.

Sete províncias se mantêm em alerta vermelho (máximo), nove em amarelo (intermediário) e dez em verde (mínimo).

O COE determinou evacuações obrigatórias nas províncias que se encontram em alerta vermelho e amarelo.

Desde que começaram as chuvas no início de novembro, mês no qual termina a temporada de furacões no Oceano Atlântico, pelo menos três pessoas morreram por causa das inundações no país caribenho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos