Haitianos fazem fila antes de abertura das urnas para eleição presidencial

Porto Príncipe, 20 nov (EFE).- As seções eleitorais do Haiti foram abertas neste domingo às 6h locais (8h em Brasília) para que os cidadãos possam escolher o novo presidente do país, após a anulação do pleito de 2015 por irregularidades no processo.

Estão convocados a votar pouco mais de 6 milhões de eleitores, que deverão escolher entre os 27 candidatos a comandar o país mais pobre do continente americano e liderado desde fevereiro por um governo provisório.

Antes mesmo das urnas serem abertas, os haitianos já faziam filas para poder exercer o direito ao voto. Nos arredores das seções eleitorais, se observa uma menor presença de representantes dos partidos em relação ao pleito do ano passado, constatou a Efe.

São mais uma vez candidatos Jovenel Moise, do Partido Haitiano Tet Kale (PHTK), e Jude Celestin, da Liga Alternativa pelo Progresso e Emancipação Hatiana (Lapeh), que obtiveram 32,81% e 25,27% dos votos, respectivamente, nas eleições canceladas de 2015.

As urnas serão fechadas às 16h locais (18h em Brasília). Se nenhum dos candidatos obtiver mais de 50% dos votos, será realizado um segundo turno no dia 29 de janeiro de 2017.

Os haitianos também escolherão hoje 16 senadores e 25 deputados para completar o parlamento.

Os primeiros resultados das eleições de hoje, no entanto, só serão conhecidos daqui uma semana.

O pleito deveria ter sido realizado no dia 9 de outubro, mas foi adiado devido à passagem do furacão Matthew pelo Haiti. O fenômeno climático deixou 573 mortos e 175 mil desabrigados no país, provocando uma das piores crises humanitárias desde o terremoto de 2010.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos