Merkel confirma candidatura em momento de "incerteza" após muita reflexão

Berlim, 20 nov (EFE).- A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, confirmou neste domingo que, após refletir "infinitamente", decidiu lutar por um quarto mandato nas eleições de 2017 e assumir sua responsabilidade em um momento de "dificuldade" e "incerteza".

Em entrevista coletiva na sede de seu partido, a União Democrata-Cristã (CDU, sigla em alemão), em Berlim, Merkel se mostrou contente de poder devolver a seu país e a seu partido "um pouco do muito" que lhe deram e se disse "disposta novamente" a se colocar a seu serviço.

A chanceler destacou que sua decisão não é "trivial", já que não supõe apenas representar seu partido na campanha, mas estar disposta a governar o país por mais quatro anos.

Merkel revelou que tem consciência de que esta será previsivelmente "a campanha eleitoral mais difícil" dos últimos anos, já que seu partido será pressionado como nunca, de diferentes frentes.

"Vamos ser atacados pela direita como nunca", disse, em alusão à emergência do populismo direitista, em condições de "polarização" que o país não vivenciou até agora, e onde a missão de seu partido será também impedir uma vitória de um bloco formado por social-democratas, pela Esquerda e o Partido Verde.

Merkel mencionou várias vezes o momento de "dificuldade e insegurança" que se vive tanto em escala nacional como internacional, e citou o resultado das eleições nos Estados Unidos e a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia (UE) como reflexos deste período.

A decisão da chanceler e líder da CDU de tentar a reeleição foi vazada neste domingo aos veículos de imprensa pouco após o início da reunião da executiva desse partido, que horas depois foi seguida pelo pronunciamento de Merkel.

A chanceler, presidente da CDU desde 2000, assumiu o comando da principal economia europeia em 2005, ao vencer nas urnas o social-democrata Gerhard Schröder.

Após 11 anos no cargo, Merkel já é a líder da União Europeia (UE) com mais experiência de governo e que agora tem todos os focos apontados para si, depois da vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais americanas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos