ONG denuncia plano de expandir assentamento judaico em Jerusalém Oriental

Jerusalém, 20 nov (EFE).- A prefeitura de Jerusalém promoverá a construção de 500 novos imóveis em um assentamento judaico em Jerusalém Oriental, denunciou neste domingo a ONG israelense Ir Amim, que considera essa decisão uma consequência da eleição de Donald Trump como novo presidente dos Estados Unidos.

O projeto de construção, que será analisado na quarta-feira na Comissão Local de Planejamento e Construção, será realizado em Ramat Shlomó, no norte de Jerusalém.

Trata-se de um projeto antigo que a prefeitura tentou aprovar em 2014, mas que, desde então, não tinha sido remetido à comissão.

Segundo a denúncia, a intenção de passar agora o projeto à comissão foi feita por um porta-voz oficial da prefeitura, que teria vinculado o mesmo aos "resultados as eleições nos Estados Unidos", segundo a ONG.

Desde a eleição de Trump, diferentes ministérios e órgãos israelenses estão avaliando qual será o impacto de sua vitória nas relações bilaterais e qual será sua política em relação ao conflito palestino-israelense.

O presidente em fim de mandato dos Estados Unidos, Barack Obama, se mostrou particularmente crítico com a colonização judaica do território palestino, mas Israel espera que Trump dê uma guinada nesta política.

O ministro da Defesa, Avigdor Lieberman, pediu ao governo de Netanyahu que pactuasse um plano de construção limitada em três grandes blocos de colônias que Israel quer anexar em um eventual acordo de paz. Além disso, o movimento colonizador quer aproveitar a chegada de Trump à presidência dos EUA para relançar a construção em toda a Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, ocupados por Israel desde 1967.

Os assentamentos judaicos são considerados pela comunidade internacional e pelos palestinos como um dos principais obstáculos para a paz na região, um argumento que Netanyahu tentou rebater em recentes discursos argumentando que "o conflito precede em 50 anos" à colonização.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos