Bombardeio da coalizão em Al Raqqa mata pelo menos seis civis

Beirute, 21 nov (EFE).- Pelo menos seis civis morreram nesta segunda-feira por um bombardeio de aviões da coalizão internacional liderada pelos EUA contra uma zona onde há presença de deslocados no norte da cidade de Al Raqqa, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG não ofereceu mais detalhes sobre este ataque e lembrou que nessa área há cerca de 5 mil civis deslocados originais do norte da província de Al Raqqa, onde, desde 6 de novembro, as Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança curdo-árabe respaldada pela coalizão, desenvolvem uma ofensiva.

Os deslocados permanecem ao ar livre nas zonas de Mahlach e Al Qatan, no norte da urbe, onde alguns montaram tendas de campanha em condições precárias.

Os civis não recebem nenhum tipo de apoio do Estado Islâmico (EI) e recusam adentrar em Al Raqqa pelo temor aos bombardeios.

No último dia 9, um total de 20 civis morreram em um ataque da coalizão no povoado de Al Hisha, a 40 quilômetros da cidade de Al Raqqa, que é considerada a capital de fato do califado autoproclamado pelo EI em junho de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos