Prisão perpétua do ex-presidente egípcio Mohammed Mursi é anulada

Cairo, 22 nov (EFE).- O Tribunal de Cassação do Egito anulou nesta terça-feira a prisão perpétua contra o ex-presidente Mohammed Mursi e ordenou um novo julgamento em um caso onde é acusado de espionagem e colaboração com organizações estrangeiras para planejar ataques no Egito, incluindo movimento palestino Hamas.

Também foi cancelada a condenação do líder da Irmandade Muçulmana, Muhammad Badie, e de outros 15 dirigentes e membros da confraria.

No último dia 15, a mesma corte anulou a condenação a morte contra o ex-presidente por sua fuga de uma prisão durante a revolução de 2011 e também ordenou a realização de um novo julgamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos