Trump volta atrás e decide realizar reunião com o "The New York Times"

Nova York, 22 nov (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou atrás e decidiu se reunir nesta quarta-feira com o jornal "The New York Times", anunciaram fontes de ambas as partes horas depois de o empresário ter cancelado o encontro.

Trump tweetou mais cedo que tinha decidido cancelar a renião programada para hoje com diretores do jornal por considerar que os "termos e condições" da reunião tinham mudado de "última hora".

Mais tarde, porém, uma porta-voz de Trump, Hope Hicks, disse que a reunião seria realizada ainda hoje. O encontro também foi confirmado pela diretora de comunicações do "Times", Eileen Murphy.

"Trump se reunirá com nossos editores e publisher 'off the record' e depois terá outra reunião 'on the record' com nossos repórteres e colunistas", explicou Murphy.

O presidente eleito está em guerra aberta com o "Times" desde as eleições primárias do Partido Republicano ao criticar a cobertura dada pelo jornal a ele. O jornal, da mesma forma que outros veículos de imprensa do país, apoiou a candidatura de Hillary Clinton.

Trump se reuniu ontem a portas fechadas na torre que leva seu nome, em Nova York, com diretores das principais emissoras de televisão dos EUA e seus mais prestigiados jornalistas.

Informações vazadas do encontro indicam que Trump se mostrou desafiante e fez duras críticas à cobertura de sua campanha presidencial feita pelos canais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos