Deslocados iraquianos da minoria turcomana cruzam da Síria para Turquia

Beirute, 23 nov (EFE).- Várias famílias turcomanas, uma minoria populacional que vive na Síria e no Iraque, saíram de zonas controladas pelos terrorista do Estado Islâmico (EI) em solo iraquiano e cruzaram fronteiras, por terras sírias, até chegar à Turquia na última semana, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos nesta quarta-feira.

A organização revelou que 300 famílias iraquianas chegaram ao leste da província síria de Deir ez Zor, vindas de regiões iraquianas onde acontecem operações militares, especialmente Mossul e Tal Afar. Segundo a ONG, elas foram acomodadas pelos extremistas em imóveis que eles arrebataram dos proprietários originais em Deir ez Zor, fronteira com o Iraque.

Os deslocados solicitaram aos jihadistas que pudessem continuar a travessia até Turquia e o Observatório indicou que as famílias conseguiram o objetivo, mas não informou se todos os deslocados são turcomanos.

Dezenas de pessoas procedentes do Iraque chegaram nas últimas semanas à Síria fugindo dos combates em Mossul, onde o Exército iraquiano e seus aliados iniciaram uma ofensiva em 17 de outubro.

A Organização das Nações Unidas (ONU) expressou sua preocupação perante a possibilidade de que os iraquianos foragidos da batalha para expulsar o EI de Mossul e que se dirigem às províncias sírias de Al Raqqa, Deir ez Zor e Al Hasakah sejam vistos como seguidores radicais e se vejam apanhadas de novo nos ataques dos jihadistas ou da coalizão internacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos