Merkel diz que é preciso manter diálogo aberto com a Turquia

Berlim, 23 nov (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, disse nesta quarta-feira que é preciso manter abertos os canais de diálogo com a Turquia, o que não exclui que seja preciso falar com clareza de desenvolvimentos alarmantes nesse país.

"Temos que manter abertos os caminhos de diálogo com a Turquia e nesse sentido agradeço a viagem realizada há pouco pelo ministro das Relações Exteriores (Frank-Walter Steinmeier)", disse Merkel em uma discurso perante o parlamento.

"Isso não exclui que falemos com clareza sobre desenvolvimentos alarmantes nesse país", acrescentou.

A chanceler lembrou também a tentativa de golpe de Estado na Turquia que foi condenada pelo governo alemão, mas acrescentou que isso não justifica o abandono dos princípios fundamentais do Estado de direito.

Antes de Merkel, a chefe do grupo parlamentar do partido A Esquerda, Sahra Wagenknecht, tinha criticado duramente as relações do governo alemão e da UE com o regime turco e tinha feito alusão às limitações da liberdade de imprensa nesse país.

O acordo entre Turquia e a UE sobre os refugiados foi insistentemente defendido pela chanceler alemã como uma peça-chave para o manejo da crise.

O parlamento Europeu (PE) pediu nesta quinta-feira uma suspensão das negociações de adesão com a Turquia perante a deterioração democrática no país, embora sem fechar as portas ao diálogo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos