Trump escolhe pela 1º vez uma mulher para importante cargo do governo

(Atualiza com declarações de Donald Trump e Nikki Haley).

Washington, 23 nov (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, escolheu nesta quarta-feira a governadora da Carolina do Sul, Nikki Haley, para representar os Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU), o que representa a primeira nomeação feminina para um posto importante no futuro governo do milionário.

A equipe de transição do futuro governante informou em comunicado sobre a nomeação de Nikki como embaixadora do país na organização, cargo atualmente ocupado por Samantha Power.

"A governadora Nikki Haley provou sua capacidade de unir pessoas sem se importar com sua procedência ou filiação política a fim de fazer avançar políticas para melhorar seu estado e seu país. Ela é uma pessoa capaz de conseguir acordos e esperamos conseguir muitos acordos. Ela será uma grande líder para nos representar na cena mundial", afirmou Trump, que tomará posse em 20 de janeiro.

Nikki, de 44 anos, é governadora da Carolina do Sul desde 2011, se opôs a Trump durante o processo das primárias do Partido Republicano e declarou apoio, primeiro, ao senador pelo estado da Flórida, Marco Rubio, e quando este foi eliminado, ao senador pelo Texas, Ted Cruz. Apesar da oposição inicial, o nome dela soou como possível companheira de chapa de Trump como candidata a vice, cargo que acabou com o governador de Indiana, Mike Pence.

Em seu comunicado, a equipe de transição de Trump indicou que Nikki fará parte do gabinete presidencial, um nível de importância que alguns presidentes republicanos não conferiram aos representantes do país perante as Nações Unidas.

"Nosso país enfrenta enormes desafios internos e externos, e é uma honra que o presidente eleito tenha pedido para que eu me junte a sua equipe como embaixadora dos Estados Unidos perante a ONU para servir ao país que tanto amamos", expressou Nikki no comunicado da equipe de transição.

Na quinta-feira passada, ele teve uma reunião "boa" com o presidente eleito na Trump Tower, em Nova York, onde discutiram de "vários temas", conforme a própria governadora descreveu à imprensa na sua saída do encontro. A assessora do milionário nova-iorquino, Kellyanne Conway, que atua como porta-voz da equipe de transição, disse que a governadora tinha chegado a Nova York para dar "conselhos" e falar do "grande sucesso" que teve em sua gestão.

Para ser embaixadora dos Estados Unidos na maior organização humanitária do mundo, Nikki Haley ainda terá que ser confirmada pelo Senado, nas mãos da maioria republicana e onde enfrentará perguntas sobre sua visão em importantes temas de política externa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos