Mulher morre de infarto na Nicarágua após ouvir alarme de tsunami

Manágua, 24 nov (EFE).- Uma mulher morreu nesta quinta-feira após sofrer um infarto ao ouvir as sirenes de alerta de tsunami provocadas pelo terremoto de 7,2 graus que sacudiu nesta terça-feira o Oceano Pacífico, com epicentro em El Salvador.

A vítima foi identificada como Juana Petrona García, de 57 anos, moradora do município de San Juan do Sul, perto da fronteira com a Costa Rica, disse a coordenadora do Conselho de Comunicação e Cidadania, Rosario Murillo.

A mulher, quando ouviu o som do alarme, desmaiou e faleceu de um infarto, indicou a funcionária.

O alerta de tsunami foi emitido após o sismo de 7,2 graus de magnitude na escala Richter ocorrido às 12h45 locais (15h45 em Brasília), ao oeste do litoral de Jiquilillo, perto do Golfo de Fonseca, compartilhado por Nicarágua, Honduras e El Salvador.

As autoridades da Nicarágua suspenderam o alerta de tsunami horas depois e realizaram a desmobilização das comunidades litorâneas no Pacífico onde tinha sido ativado o alerta.

A Nicarágua já estava sob estado de emergência nacional pela passagem do furacão Otto, de categoria 2, que obrigou a evacuação de milhares de pessoas e que coincidiu com o terremoto de magnitude 7,2 e o posterior alerta de tsunami.

O olho do furacão Otto deixou hoje a Nicarágua sem provocar grandes danos nem chuvas extraordinárias, segundo Sistema Nacional para a Prevenção, Mitigação e Atendimento de Desastres.

Após passar dias no Caribe, o Otto chegou hoje ao município de San Juan da Nicarágua, no extremo sudeste do país, com categoria 2 na escala de Saffir-Simpson e ventos de 175 km/h, segundo o Instituto Nicaraguense de Estudos Territoriais (Ineter).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos