Rohani lamenta profundamente morte do "lutador incansável" Fidel Castro

Teerã, 26 nov (EFE).- O presidente do Irã, Hassan Rohani, lamentou profundamente neste sábado a morte do líder cubano Fidel Castro, a quem qualificou como "lutador incansável" e desejou orgulho e honra ao povo cubano.

Em carta dirigida ao irmão de Fidel e atual presidente de Cuba, Raúl Castro, Rohani expressou um "profundo lamento" de sua parte e do povo iraniano ao governo e "ao resistente povo cubano" e latino-americano, informou o site oficial do presidente do Irã.

"Em uma época em que as nações oprimidas do mundo sofrem pela violação dos princípios humanitários mais óbvios e básicos como a paz, a justiça e a liberdade, felizmente existem homens livres e lutadores que não param de lutar até os últimos dias da vida, para manter erguida a bandeira da justiça e da liberdade nas profundezas da alma e do coração do povo", detalhou Rohani.

Fidel Castro morreu aos 90 anos às 22h29 de sexta-feira (hora local; 1h29 de sábado em Brasília), informou seu irmão, o presidente Raúl Castro, em pronunciamento na rede de televisão estatal.

O corpo do líder histórico da Revolução Cubana será cremado, de acordo com sua "vontade expressa", explicou Raúl, visivelmente emocionado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos