Agressor em Ohio State deixou 9 feridos após atropelar e esfaquear pessoas

Washington, 28 nov (EFE).- O homem que cometeu nesta segunda-feira um ataque no campus da Universidade de Ohio State, nos Estados Unidos, deixou nove feridos ao atropelar com um carro e esfaquear pessoas, antes de ser morto a tiros pela polícia, segundo informou um porta-voz da instituição.

O agressor, identificado apenas como um homem por enquanto, subiu em um meio-fio com o veículo com "o objetivo expresso" de atropelar várias pessoas, para depois sair e atacá-las indiscriminadamente com uma facão, informou em entrevista coletiva o representante da Universidade de Ohio State, Ben Johnson.

Ainda se desconhece o motivo do incidente e as autoridades não descartam nenhuma hipótese, como o terrorismo jihadista, embora a polícia da universidade não tenha informações que vinculem o fato com grupos terroristas.

Segundo fontes da emissora "CBS", embora ainda não haja confirmação oficial deste dado, o agressor é um jovem de origem somali de 20 anos e o veículo com o qual realizou o ataque estava registrado em nome de Mohammad Ali em Columbus.

Os nove feridos, um deles em situação crítica, estão sendo atendidos em vários hospitais de Columbus, a capital do estado de Ohio.

O agressor foi morto a tiros em questão de um minuto por um agente da polícia da universidade, cuja rápida resposta evitou "uma tragédia maior", segundo disse aos veículos de imprensa o presidente da instituição de ensino, Michael Drake.

Embora o primeira alerta emitido pela universidade avisasse sobre um "atirador ativo" no campus, a polícia de Columbus não encontrou provas de que uma arma de fogo estivesse com o suspeito, que usou uma "faca de açougueiro" e o carro, conforme descreveu o porta-voz da universidade, Ben Johnson.

O fato começou por volta das 9h30 (hora local; 12h30 em Brasília) e em seguida a universidade emitiu um alerta de "atirador ativo" no campus e pediu aos estudantes que não saíssem de onde estivessem.

O presidente americano, Barack Obama, foi informado do incidente por sua assessora de segurança nacional Lisa Monaco na Casa Branca, segundo disse em entrevista coletiva o porta-voz da presidência, Josh Earnest.

O governador de Ohio, o republicano John Kasich, se pronunciou sobre o fato em sua conta no Twitter: "Os pensamentos e orações de Ohio vão à comunidade de Ohio State. Estejam a salvo, acompanhem os serviços de emergência", escreveu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos