Custo de desmantelar Fukushima e compensar afetados vai duplicar

Tóquio, 28 nov (EFE).- O custo final para o desmantelamento da central de Fukushima e as compensações pelo acidente nuclear será quase o dobro do valor das estimativas iniciais, e chegará a mais de 20 trilhões de ienes.

O Ministério de Economia, Comércio e Indústria japonês, que cifrou no final de 2013 este custo em 11 trilhões de ienes, já divulgou os novos cálculos a seu comitê de analistas, informou hoje o jornal japonês "Nikkei".

O aumento do custo total se deve principalmente ao crescente número de pessoas que podem solicitar compensações econômicas por danos derivados do acidente ou por sua evacuação após o mesmo, além da dificuldade para realizar os trabalhos de descontaminação, algo que não se levou em conta nos primeiros cálculos.

Após o acidente, uma estimativa inicial avaliou em 5,4 trilhões de ienes as compensações econômicas, em 2,5 trilhões de ienes os trabalhos de descontaminação, e em 1,1 trilhão de ienes o armazenamento dos restos radioativos.

O novo cálculo chega a 8 trilhões de ienes em compensações e a entre 4 e 5 trilhões de ienes para trabalhos de descontaminação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos