Chancelaria da Colômbia coordena repatriação de vítimas de acidente aéreo

Bogotá, 30 nov (EFE).- A chancelaria da Colômbia informou nesta quarta-feira que está coordenando as ações necessárias para acompanhar o processo de repatriação das 71 vítimas mortais do acidente aéreo da segunda-feira perto de Medellín, a maioria pertencentes ao clube de futebol Chapecoense.

Em Medellín, "o Ministério das Relações Exteriores, através da Direção de Assuntos Migratórios, Consulares e Serviço ao Cidadão, oferece apoio e acompanha missões credenciadas na Colômbia que estão auxiliando seus cidadãos no departamento de Antioquia, após o trágico acidente aéreo", disse a chancelaria em comunicado.

De Bogotá, a chancelaria "impulsionou os trabalhos de identificação e outros trâmites pendentes para conseguir a rápida repatriação das vítimas deste acidente", acrescentou.

Para isso, o Ministério estabeleceu canais de coordenação com as entidades colombianas competentes, como é o caso da Procuradoria Geral da Nação, o Instituto de Medicina Legal e o Registro Nacional do Estado Civil.

Além disso, representantes da chancelaria fazem parte da "mesa de crise", liderada pela União Nacional para a Gestão de Risco e Desastres, e trabalha com a prefeitura de Medellín e funcionários do Aeroporto Olaya Herrera para prestar a assistência necessária aos familiares das vítimas e às delegações oficiais e esportivas que chegaram ao país.

O avião Avro Regional RJ85 da companhia boliviana Lamia, que levava 77 pessoas a bordo, "se declarou em emergência" na noite da segunda-feira passada "por falhas elétricas" quando se aproximava do Aeroporto Internacional José María Córdova de Medellín.

A aeronave finalmente caiu, por motivos que ainda estão sendo investigados, em Cerro Gordo, na cidade de La Unión, no departamento de Antioquia, deixando 71 mortos e seis feridos.

Para hoje a prefeitura de Medellín e o time do Atlético Nacional, contra o qual a Chapecoense disputaria o jogo de ida da final da Copa Sul-Americana, organizaram uma homenagem póstuma às vítimas do acidente.

Os torcedores foram convocados ao estádio Atanasio Girardot às 18h45 (horário local, 21h45 de Brasília), mesma hora para a qual o jogo estava programado.

"Levar velas, flores e vestir-se de branco", solicitou a prefeitura no Twitter.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos