Combatente dos EUA e da Alemanha morrem em bombardeio turco na Síria

Beirute, 1 dez (EFE).- Um combatente dos EUA e outro da Alemanha, que lutavam junto com as forças curdas, morreram por um bombardeio da Turquia no nordeste da província de Aleppo, informou nesta quinta-feira o Conselho Militar de Manbij e sua Periferia.

Em um tweet, dito conselho, que faz parte das Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada curdo-árabe, informou que o americano Michael Israel e o alemão Anton Leschek morreram pelos ataques aéreos turcos em uma zona ao oeste de Manbij.

A fonte publicou um vídeo na internet gravado antes da morte de ambos no qual Israel aparece explicando em inglês que decidiu viajar para território sírio em agosto para "defender o povo de Royava", como os curdos denominam a parte síria do Curdistão. Leschek também aparece se apresentando em alemão.

Nas últimas semanas, os arredores de Manbij foram palco de bombardeios turcos e de enfrentamentos entre o conselho militar da população e facções opositoras sírias, respaldadas pelas forças turcas.

Desde agosto, rebeldes sírios apoiados por aviões e carros de combate da Turquia desenvolvem a operação Escudo do Eufrates para expulsar o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) de Aleppo e frear o avanço das milícias curdas.

Há pouco mais de uma semana, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou que as forças de seu país e suas facções aliadas no norte da Síria em breve marcharão para Manbij.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos