Hotéis em Israel não usam enfeites de natal por medo do Rabinato, diz ONG

Jerusalém, 1 dez (EFE).- Alguns hotéis em Israel, sobretudo em Jerusalém, evitam enfeitar seus estabelecimentos com árvores de natal por medo de perder certificados Kosher (de cumprimento das normas de alimentação judaicas), denunciou nesta quinta-feira a ONG israelense Hidush, que defende a liberdade religiosa.

"Há dois anos que o Rabinato se viu obrigado a retirar a norma que proibia colocar árvores do Natal. Mas muitos hotéis continuam dizendo que, embora a norma já não exista, os escritórios locais dos rabinatos seguem proibindo os hotéis de utilizar símbolos cristãos e decorações natalinas", explicou à Agência Efe um representante da organização.

Em 2014, Hidush conseguiu que a máxima autoridade rabínica no país desprezasse a norma que previamente tinha estabelecido, ao demonstrar que esta era contrária à legislação israelense e às sentenças do Supremo Tribunal, que estabelecem que os certificados de comida Kosher devem avaliar só os aspectos relacionados com a alimentação e não outras questões, como decorações.

Dois anos depois, muitos hotéis seguem sem utilizar decorações natalinas "por medo de iniciar uma guerra com o Rabinato" e perder seus certificados, imprescindíveis para muitos deles porque só tendo os mesmos, a população religiosa pode utilizar seus serviços.

"O que ocorre agora é que os pequenos rabinatos estão ameaçando os proprietários de hotéis com a não renovação de seus certificados se colocarem árvores ou organizarem festas para os turistas no natal ou final do ano", assegura Hidush.

Os hoteleiros estão divididos, porque não querem perder o certificado, mas também querem atender de acordo com seus costumes os turistas que aproveitam a festividade para viajar à Terra Santa.

Hidush enviou uma carta à Associação de Hotéis de Jerusalém, para lembrar que a proibição rabínica das árvores de natal já não está em vigor e encorajar a denunciar as pressões.

O diretor do Hidush, o rabino Uri Regev, ofereceu aos hoteleiros "apoio para fazer com que a lei estatal seja cumprida".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos