Rival afirma que, ao renunciar, Hollande mostra "lucidez" sobre seu fracasso

Paris, 1 dez (EFE).- O candidato conservador à presidência da França, o ex-primeiro-ministro François Fillon, afirmou nesta quinta-feira que a desistência do presidente, o socialista François Hollande, a concorrer à reeleição mostra que este é "lúcido em seu fracasso".

"O presidente admite, com lucidez, que seu fracasso patente lhe impede de seguir adiante", escreveu Fillon em sua conta no Twitter.

Posteriormente, o conservador emitiu um comunicado no qual afirmou que o mandato de Hollande acaba "com a revolta política e a decadência do poder".

"Mais do que nunca, a mudança política e a recuperação da França vão ser construídas sobre bases sólidas: a verdade, sem a qual não se pode ter a confiança dos franceses, e a ação valente, a única que pode obter resultados", acrescentou Fillon, que desponta como favorito das pesquisas para vencer as eleições presidenciais de abril ou maio do ano que vem.

O presidente francês anunciou hoje que, perante a impossibilidade de obter a unidade da esquerda, não concorrerá à reeleição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos