Trump afirma a Gani que está disposto a ampliar o apoio a seu país

Cabul, 3 dez (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, disse em conversa telefônica com seu colega afegão, Ashraf Gani, que manterá o apoio ao Afeganistão durante seu mandato e afirmou que está disposto a ampliar a colaboração bilateral em matéria de segurança.

"Se o Afeganistão necessitar de mais cooperação em segurança, sua Administração (dos EUA) fornecerá mais apoio em segurança após avaliar" a situação, indicou neste sábado o palácio presidencial afegão em comunicado sobre a conversa mantida ontem à noite pelos dirigentes.

Trump prometeu que seu governo "prestará apoio" ao povo afegão e a Cabul e convidou Gani a visitar a Casa Branca para analisar as relações bilaterais entre ambos países, um oferecimento que o líder afegão aceitou, segundo a nota.

"A relação entre Afeganistão e Estados Unidos se baseia em uma estratégia comum dos dois países e espera-se que esta se fortaleça e desenvolva mais sob tu presidência", apontou Gani durante a chamada, de acordo com a versão do palácio presidencial.

Em julho, o presidente em fim de mandato dos EUA, Barack Obama, anunciou que 8,4 mil dos 9,8 mil soldados americanos desdobrados no Afeganistão permaneceriam no país asiático ao finalizar seu mandato o mês próximo, muito acima dos 5,5 mil previstos inicialmente.

A maior parte do contingente, cerca de 3/4, está alocada em trabalhos de capacitação e treino das tropas afegãs, enquanto os algo mais de 2 mil soldados restantes fazem parte da missão antiterrorista no país, onde proporcionam principalmente apoio aéreo em operações das tropas locais.

Com os soldados dos EUA, a missão da Otan no Afeganistão, Apoio Decidido, dirigida a capacitar às forças afegãs, conta com cerca de 13 mil soldados.

Desde o fim da missão aliada de combate em janeiro de 2015, os talibãs ganharam terreno em diferentes pontos do país e, segundo estimativas de Washington, controlam já cerca de um terço do território afegão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos