Alemanha vê derrota da extrema-direita na Aústria como alívio para a Europa

Berlim, 4 dez (EFE).- O ministro da Economia e vice-chanceler da Alemanha, Sigmar Gabriel, disse neste domingo que a derrota da extrema-direita nas eleições presidenciais da Áustria é um "alívio" para toda a Europa.

"Toda a Europa respira aliviada", disse Gabriel pelo Twitter ao comentar a vitória de Alexander Van der Bellen sobre Nobert Hofer, ultranacionalista e um dos líderes da extrema-direita austríaca.

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Frank Walter Steinmeier, que está em viagem oficial a Atenas, disse que o triunfo de Van der Bellen era um "bom sinal contra o populismo na Europa".

Aliado da União Democrata-Cristã (CDU), o partido da chanceler Angela Merkel, o líder da legenda em Baden-Württenberg, Thomas Ströbl, afirmou que o resultado do pleito no país vizinho era positivo para as eleições gerais da Alemanha de 2017 sobre o desafio representado pela ultradireitista Alternativa para a Alemanha (AfD).

"Não começar a falar sobre o fim da AfD, mas em relação às eleições gerais esse resultado é um bom sinal", afirmou Ströbl em entrevista à emissora "ARD".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos