Itália encerra votação de referendo que definirá futuro de Renzi

Roma, 4 dez (EFE).- A Itália encerrou às 23h locais deste domingo (20h em Brasília) a votação do referendo sobre a reforma constitucional defendida pelo primeiro-ministro, Matteo Renzi.

Quatro horas antes do fechamento das urnas, o Ministério do Interior informou que a participação na votação era de 57,24%. Cerca de 51 milhões de eleitores italianos foram convocados a votar sobre a reforma constitucional que prevê, entre outras coisas, o fim da função legislativa do Senado.

O referendo é decisivo porque o primeiro-ministro disse que deixará o cargo caso seja derrotado. A saída de Renzi poderia ter consequências importantes para a estabilidade da União Europeia.

Nas últimas pesquisas de intenções de voto, a rejeição à reforma constitucional vencia por dez pontos percentuais - 55% a 45% -, mas elas também mostravam que havia muitos indecisos.

Espera-se que as primeiras pesquisas de boca de urna com as primeiras projeções de voto sejam divulgadas nas próximas horas. Os resultados oficiais devem sair ao longo da madrugada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos