Líder da extrema-direita reconhece derrota em eleições na Áustria

Viena, 4 dez (EFE).- Líder da extrema-direita, Nobert Hofer reconheceu a derrota nas eleições presidenciais realizadas na Áustria neste domingo e parabenizou o ecologista Alexander van der Bellen pela vitória no pleito.

"Parabenizo Van der Bellen por seu êxito e peço que todos os austríacos sigam unidos e trabalhem juntos. Todos somos austríacos, não importa como tenhamos decidido nas urnas", escreveu Hofer em mensagem divulgada em seu perfil oficial no Facebook.

"Queridos amigos, agradeço a vocês. Me apoiaram de forma maravilhosa e estou infinitamente triste que não tenha funcionado desta vez. Ficaria encantado de cuidar de nossa Áustria", completou.

Pouco antes, o chefe de campanha de Hofer, Herbet Kickl, reconheceu a derrota do candidato do Partido Liberal da Áustria (FPÖ), de orientação ultranacionalista.

"Hofer lutou de forma desumana, não foi fácil, já que ocorreu um contra tudo e contra todos. Esse não é o final da história. O sistema conseguiu uma última vez impedir a mudança", disse.

Van der Bellen venceu na repetição das eleições presidenciais, segundo a emissora pública "ORF". O ecologista te 53,6% dos votos, contra 46,4% obtidos pelo líder da extrema-direita, com 58,4% dos votos apurados. Há pouca chance de haver uma mudança de tendência.

A líder do Partido Verde, Eva Glawischnig, disse que esse foi um "dia histórico" para o país.

Em todas as zonas eleitorais, Van der Bellen conseguiu ampliar a vantagem para Hofer em relação à eleição realizada em 22 de maio do ano passado, pleito que foi invalidado pela Justiça.

O Tribunal Constitucional da Áustria invalidou o pleito e ordenou uma repetição da votação por ter registrado irregularidades na apuração dos votos enviados por correio.

Políticos da extrema-direita como o holandês Geert Wilders e o porta-voz da Alternativa para a Alemanha (AfD), Christian Luth, tinham desejado sorte a Hofer antes do início das eleições.

Quem também expressou apoio ao líder da extrema-direita austríaca foi Marion Maréchal Le Pen, neta do fundador da Frente Nacional (FN), Jean-Marie Le Pen.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos