"Não" vence referendo na Itália, apontam pesquisas de boca de urna

Roma, 4 dez (EFE).- A opção pelo "não" venceu no referendo sobre a reforma constitucional realizado neste domingo na Itália, segundo resultados de pesquisa de boca de urna anunciados pouco depois do fechamento das urnas.

A emissora pública "RAI" indicou que o "não" venceu com no mínimo 54% dos votos. Já o "Mediaset" indica que a reforma constitucional defendida pelo primeiro-ministro do país, Matteo Renzi, foi rejeitada por 55% dos eleitores italianos que foram às urnas.

O "sim" teria ficado com 46%, segundo a "RAI". O "Mediaset" projeta que a proposta de Renzi foi aprovada apenas por 45% dos votos.

A apuração do referendo começou logo depois do fechamento das urnas, que ocorreu às 23h locais (20h em Brasília). Renzi, que condicionou sua permanência no governo à vitória do "sim", deve conceder entrevista coletiva nas próximas horas.

O Ministério do Interior informou pouco depois do final da votação que a participação chegou a 68,99%. Mais de 51 milhões de italianos tinham sido convocados a votar no referendo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos