Renzi anuncia que vai renunciar nesta segunda-feira

Roma, 5 dez (EFE).- O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, anunciou que nesta segunda-feira apresentará sua renúncia ao presidente da República, Sergio Mattarella, após sua derrota no referendo realizado no domingo.

O chefe de Governo fez o anúncio após reconhecer que "o 'não' venceu" na consulta sobre a reforma constitucional que tinha proposto.

"Esta reforma é a que submetemos ao voto, não fomos convincentes, sinto muito, mas vamos embora. Como era claro desde o começo, minha experiência de governo termina aqui", disse Renzi, "com um nó na garganta", como ressaltou.

O primeiro-ministro, que acaba de comemorar mil dias à frente do Executivo, antecipou que na segunda-feira à tarde, após uma reunião do Conselho de Ministros, se apresentará ao chefe de Estado, Sergio Mattarella, para apresentar-lhe sua renúncia.

Durante seu pronunciamento, Renzi esteve acompanhado por sua esposa, Agnese Lantini, a quem agradeceu por sua "paciência" durante sua experiência à frente do Executivo.

Renzi tinha vinculado sua continuidade no poder à aprovação de sua reforma da Constituição, uma reforma-chave para ele que hoje foi tombada em um referendo.

Com cerca da metade dos votos apurados, 59,6% dos votos eram contra a reforma, enquanto 40,4% a favor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos