Casa Branca: Visita de Abe a Pearl Harbor marca "poder de reconciliação"

Washington, 5 dez (EFE).- A visita do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, acompanhado do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, à base de Pearl Harbor, no Havaí, no final do mês, servirá para marcar "o poder da reconciliação" entre os países, destacou nesta segunda-feira a Casa Branca.

"A visita dos líderes mostrará o poder da reconciliação que transformou antigos adversários em aliados próximos, unidos por interesses comuns e valores compartilhados", afirmou o comunicado do escritório presidencial.

Abe anunciou nesta segunda-feira que visitará a base de Pearl Harbor junto ao presidente americano, Barack Obama, durante uma visita ao Havaí em 26 e 27 de dezembro.

O anúncio acontece na mesma semana do 75º aniversário do ataque japonês à base naval e militar americana, no dia 7 de dezembro de 1941, que deixou mais de 3,5 mil mortos e que marcou a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial.

Será a primeira visita de um primeiro-ministro do Japão a Pearl Harbor. Em agosto deste ano, a mulher do premiê japonês, Akie Abe, visitou a base para homenagear as vítimas do ataque de 1941.

Em maio, por sua vez, Obama fez história ao se tornar o primeiro presidente americano em exercício a visitar a cidade japonesa de Hiroshima, sobre a qual os Estados Unidos lançaram uma bomba nuclear que matou 140 mil pessoas durante a Segunda Guerra Mundial.

A cúpula no Havaí marca o último encontro entre os dois líderes antes de Obama deixar a Casa Branca para ser substituído pelo presidente eleito, Donald Trump, cuja posse será no próximo dia 20 de janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos