Corpos aparecem flutuando no Lago Albert, na República Democrática do Congo

Kinshasa, 6 dez (EFE).- Os corpos de pelo menos 49 pessoas apareceram flutuando nesta terça-feira no Lago Albert, que banha o norte da República Democrática do Congo (RDC), aparentemente vítimas de enfrentamentos entre milícias rebeldes e o Exército da Uganda.

"Sexta-feira, dois corpos foram enterrados em Koga. No domingo, os pescadores encontram 40. Segunda-feira foram achados outros sete corpos em decomposição", disse o porta-voz das Forças Armadas da RDC em Ituri, Carlos Kalombo, que acredita que as pessoas podem ter sido vítimas dos combates que aconteceram na outra margem do lago, em Uganda.

A maioria dos corpos apresentava ferimentos à bala, na cabeça e no tórax.

A população de Kasenyi exigiu uma intervenção rápida das autoridades para acelerar o enterro das vítimas e evitar um cenário "catastrófico" na saúde.

O coordenador da Associação de Moradores de Kasenyi, Anicet Lossa, afirmou temer um surto de cólera em uma região onde a população utiliza a água do lago para uso doméstico.

"Estes corpos vão se decompor e infectar milhares de pessoas de cólera", advertiu Lossa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos