Acidente de avião no Paquistão não deixou sobreviventes, diz companhia

Islamabad, 7 dez (EFE).- As 48 pessoas que viajavam no voo PK-661 da Paquistão International Airlines (PIA) morreram no acidente que a aeronave sofreu nesta quarta-feira no norte do país, após apresentar problemas em um de seus motores, informou a companhia.

"Ninguém sobreviveu", disse o presidente da PIA, Azam Saigol, em entrevista coletiva em Islamabad.

Saigol disse que os pilotos informaram que um dos dois motores do bihélice ATR-42 parou de funcionar, para pouco depois pedirem ajuda até que finalmente o avião perdeu a comunicação com a torre de controle.

"Às 16h14 (hora local, 9h14 de Brasília) fizeram o pedido de socorro. Às 16h16 (9h16) desapareceram do radar. Quando nos disseram que um motor tinha falhado, pensamos que chegariam a seu destino, mas não conseguiram", afirmou o presidente.

Saigol afirmou que a aeronave ATR-42 foi adquirida em 2007, contava com 18.739 horas de voo e era pilotada por um capitão com experiência.

O ATR-42 da PIA decolou na cidade de Chitral rumo a Islamabad às 15h (8h de Brasília) e caiu em uma colina na região de Batolmi, perto da cidade de Havelian, segundo a companhia.

Na aeronave viajavam 42 passageiros, cinco tripulantes e um engenheiro da PIA. Entre os passageiros, estavam dois austríacos e um chinês.

O Escritório de Informação do Exército (ISPR) comunicou que 40 corpos já foram recuperados do local do acidente.

O primeiro-ministro do Paquistão, Nawaz Sharif, ordenou às diferentes autoridades que deem todo seu apoio aos serviços de resgate, assim como às famílias das vítimas.

O país asiático viveu em 2010 uma de suas piores tragédias aéreas, quando 152 pessoas morreram num acidente em Islamabad.

Dois anos mais tarde, outro desastre aéreo deixou 138 mortos perto da capital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos