Naufrágio de balsa no litoral do Marrocos deixa 26 desaparecidos

Rabat, 7 dez (EFE).- Uma balsa que partiu de Al Hoceima, no norte do Marrocos, rumo à Espanha naufragou na noite passada e há pelo menos 26 pessoas desaparecidas, disseram nesta quarta-feira à Agência Efe fontes policiais na região.

Outras 19 conseguiram ser resgatadas e estão sendo atendidas no Hospital Mohammed V de Al Hoceima, segundo confirmaram fontes médicas, que disseram que seu estado não inspira perigo.

Aparentemente, as más condições do mar em toda a região em torno do Estreito de Gibraltar foram a razão para o afundamento da balsa, que tinha saído de um ponto da região de Al Hoceima conhecido como Costa Matadero.

Não se sabe por enquanto a nacionalidade dos desaparecidos e dos resgatados com vida, e nenhuma fonte oficial se pronunciou sobre o fato.

A Gendarmaria Real (polícia rural e guarda costeira) está fazendo buscas pela região de Costa Matadero à procura dos outros ocupantes da balsa, mas estes provavelmente estão mortos devido às condições do mar.

Ontem mesmo, 64 ocupantes de dois pequenos barcos que tinham partido do litoral de Al Hoceima foram salvos por um navio de resgate espanhol e levados à cidade de Almería, no sul Espanha, o que indica um aumento no tráfego de pequenos barcos, que habitualmente são utilizados para a imigração irregular, em época invernal (hemisfério norte), quando geralmente diminui.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos