Socialista búlgaros rejeitam incumbência de formar governo

Sófia, 7 dez (EFE).- A Bulgária se encaminha para a realização de eleições gerais antecipadas no próximo ano depois que o Partido Socialista (BSP, sigla em búlgaro), a segunda força do parlamento, rejeitou nesta quarta-feira a incumbência de formar um novo Executivo.

O presidente búlgaro interino, Rosen Plevneliev, encarregou hoje à chefe do BSP, Kornelia Ninova, a formação de um novo governo, o que esta rejeitou imediatamente.

O primeiro-ministro, o conservador populista Boiko Borisov, renunciou em 14 de novembro depois que sua candidata favorita saiu derrotada nas eleições presidenciais.

"Lutaremos para nos tornarmos a primeira força política nas eleições antecipadas para assim formar um governo", afirmou Ninova no palácio presidencial da capital Sófia.

Borisov prometeu renunciar se sua candidata não ganhasse as eleições presidenciais de 13 de novembro e, como tal, rejeitou na última sexta-feira a incumbência de formar um novo governo.

O presidente búlgaro interino tem agora uma última opção constitucional, a de encarregar ao terceiro grupo parlamentar a formação de uma nova coalizão.

Trata-se do Bloco Reformador, um conjunto de partidos de direita, que possui muitas disputas internas e era até agora sócio do partido conservador "Cidadãos para o Desenvolvimento Europeu da Bulgária" (GERB, sigla em búlgaro) de Borisov.

Devido às constantes disputas internas, os analistas locais consideram muito improvável que o Bloco Reformador possa formar um Executivo e evitar a convocação de novas eleições.

Segundo fontes do governo e da presidência consultadas pela Agência Efe, o mais provável é que Plevneliev mantenha Borisov como primeiro-ministro interino até que o novo presidente, o ex-general Rumen Radev, assuma seu cargo no final de janeiro.

Segundo a legislação búlgara, apenas o novo presidente pode dissolver o parlamento e convocar eleições antecipadas no país, que seriam as terceiras em menos de quatro anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos