Ataques de artilharia prosseguem em Aleppo, apesar de anúncio da Rússia

Beirute, 8 dez (EFE).- Os bombardeios foram suspensos na tarde desta quinta-feira no leste da cidade de Aleppo, no norte da Síria, mas disparos de artilharia seguem sendo registrados em algumas regiões, apesar do anúncio da Rússia de que a ofensiva promovida por forças leais ao presidente Bashar al Assad seria interrompida.

O diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos, Rami Abdul Rahman, disse à Agência Efe que soldados do governo ainda estão disparando fogo de artilharia em algumas áreas da cidade.

Anteriormente, a ONG tinha registrado combates nos distritos de Bustan al Qasr, Al Idaa, Seif al Daula, Al Zabdie, Al Sukari e Al Kalasa, todos alvos da artilharia do regime antes da tarde.

O Observatório acrescentou que grupos rebeldes e islâmicos, por sua vez, lançaram foguetes contra áreas dominadas pelas tropas de Al Assad, como Al Azamiya, Al Mashariqa, Bustan Al Zahra, Al Meridian, Al Akrima, e outras.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, anunciou que o Exército da Síria suspendeu hoje a ofensiva na metade leste de Aleppo para facilitar a retirada de civis. Por enquanto, o regime de Assad não confirmou a interrupção da operação.

Além disso, o chanceler firmou um acordo com o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, sobre o reatamento dos diálogos sobre a saída de todos os combatentes da região leste da cidade.

O Exército da Síria deu sequência hoje à ofensiva e conquistou várias áreas da região de Al Sheikh Said. Aleppo é alvo de uma ofensiva das forças governamentais sírias e seus aliados, que tomaram 75% dos bairros dos leste da cidade, que anteriormente estava controlada pelos rebeldes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos