Governo russo destitui vice-ministro de Cultura por desvio de fundos

Moscou, 8 dez (EFE).- O vice-ministro de Cultura da Rússia, Grigori Pirumov, foi destituído nesta quinta-feira de seu cargo por estar envolvido em um caso de desvio de fundos públicos na restauração do patrimônio histórico.

Pirumov foi detido em março em Rostov do Don no marco de uma investigação na qual também foram presos outros altos cargos de dito Ministério, suspeitos de apropriação de dinheiro público.

O vice-ministro liderava o departamento encarregado da política investidora e gestão de ativos dessa pasta dirigida por Vladimir Medinski, conhecido membro do partido do Kremlin, Rússia Unida.

Segundo a imprensa local, o caso penal ditado contra Pirumov está relacionado com a reconstrução da fortaleza medieval de Izborsk na região de Pskov (oeste) e a restauração de suas igrejas.

Pirumov cumpre prisão preventiva em Lefortovo, onde também se encontram outros sete funcionários e empresários envolvidos neste caso.

Nos últimos meses, vários altos cargos foram detidos na Rússia sob acusações de corrupção, entre eles o ministro da Economia, Alexei Ulukayev, que se encontra em prisão domiciliar desde finais de novembro.

Também foi detido por aceitar subornos o general Gennady Lopirev, membro do Serviço Federal de Proteção, órgão que garante a segurança dos altos cargos da administração pública.

Os analistas consideram que o presidente russo, Vladimir Putin, iniciou uma expulsão entre os altos funcionários visando as eleições presidenciais de 2018 nas quais buscará a reeleição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos