Lavrov exige tratamento igualitário para Rússia e fim dos duplos padrões

Hamburgo (Alemanha), 8 dez (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, exigiu nesta quinta-feira "respeito" para seu país e um tratamento igualitário, além do fim dos "duplos padrões" e da "coerção", para poder restabelecer a "confiança" e avançar na estabilização e na segurança do continente.

Lavrov fez estas declarações em seu discurso no conselho anual da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), um encontro realizado entre hoje e amanhã em Hamburgo, no noroeste da Alemanha.

"Não sei se esta é a Europa que queremos", disse o ministro russo após lamentar o emprego de duplos padrões e de táticas coercitivas contra seu país e pedir que a OSCE funcione realmente como uma "comunidade de iguais".

O chefe da diplomacia russa, que tachou de "mitos" as considerações em torno da "ameaça russa, defendeu que se deixe de lado a "retórica beligerante" e não se lance "alegações e requerimentos" antes de sentar-se para dialogar, porque assim se abala os fundamentos sobre os quais a OSCE foi erguida.

Para poder analisar o estado da segurança no continente europeu, é preciso dialogar em uma "atmosfera igualitária", destacou Lavrov, que criticou a estrutura de segurança que se levantou no continente nas últimas décadas, dando primazia à Otan e discriminando à Rússia.

Sobre a Ucrânia, Lavrov ressaltou que não há alternativa aos acordos de Minsk, pactuados pelos presidentes da Rússia e da Ucrânia, Vladimir Putin e Petro Poroshenko, no início de 2015.

Lavrov advertiu ainda que devem ser abortadas todas as tentativas de acabar com o consenso dentro da OSCE, base do funcionamento desta organização e principal motivo de seus problemas de efetividade.

O conselho anual da OSCE começou hoje com Síria e Ucrânia como principais pontos da agenda e dele vão participar 50 responsáveis das Relações Exteriores entre os quais se encontram, além de Lavrov, o americano John Kerry e o espanhol Alfonso Dastis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos