Giuliani decide não assumir nenhum cargo na equipe de governo de Trump

Nova York, 9 dez (EFE).- O ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, decidiu não se juntar à futura equipe do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, para continuar trabalhando no setor privado, informaram nesta sexta-feira fontes oficiais.

Guiliani, que tinha se transformado em um dos principais assessores de Trump durante a campanha eleitoral, aparecia nas listas elaboradas pelos veículos de comunicação como possível candidato a ocupar a Secretaria de Estado.

Também tinha sido mencionado para se tornar titular da Direção Nacional de Inteligência e, previamente, como candidato à Procuradoria Geral, cargo que já foi ocupado pelo senador Jeff Sessions.

A equipe de transição presidencial, que costuma divulgar as nomeações feitas por Trump, hoje variou o costume para anunciar que Giuliani ficou à margem destas considerações.

Segundo informou um comunicado, no último dia 29 de novembro o próprio Giuliani se reuniu com Trump e lhe pediu que "eliminasse seu nome para que fosse considerado para uma posição na nova Administração".

Não foi explicado porque essa decisão só foi informada somente hoje, dez dias depois, mas o comunicado foi divulgado depois que surgiram versões extraoficiais que antecipavam essa possibilidade.

A nota oficial inclui declarações de Giuliani nas quais indica que antes de somar-se à campanha estava muito ocupado na firma de advogados e consultaria legal que comanda e recuperará em breve essas funções.

"Rudy poderia ter sido um destacado membro do gabinete, em diferentes cargos, mas respeito e entendo completamente suas razões para permanecer no setor privado", afirma Trump no comunicado oficial.

"Continua sendo um próximo amigo pessoal e, quando for apropriado, o chamarei para pedir conselho, e posso ver que pode ter um lugar importante na Administração em uma data posterior", acrescenta Trump.

Enquanto isso, Guiliani seguirá como um dos vice-presidentes da equipe de transição presidencial, que está liderada pelo vice-presidente eleito, Mike Pence.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos