Polícia detém homem armado em Roterdã suspeito de planejar ataque

Haia, 9 dez (EFE).- A polícia da Holanda deteve nesta sexta-feira um homem de 30 anos de idade armado na cidade portuária de Roterdã, no sul da Holanda, suspeito de estar planejando um ataque terrorista no país, informou à Agência Efe Wim de Bruin, porta-voz da procuradoria nacional.

O detido portava um Kalashnikov AK-47, com dois carregadores cheios no momento da detenção.

Segundo a fonte, o detido tinha em sua casa uma bandeira de cor branca e letras pretas, que representava o grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

De Bruin especificou que o detido é de nacionalidade holandesa e "parecia atuar sozinho no momento da detenção".

No entanto, não descartou que estivesse conectado com outras redes extremistas na Europa.

As forças especiais da polícia entraram hoje em sua casa em Roterdã, após um alerta dos serviços de inteligência holandeses, acrescentou a fonte.

Durante a operação encontraram quatro caixas com material "altamente explosivo", vários telefones e 1.600 euros em dinheiro.

O suspeito se encontra sob custódia policial e permanecerá assim por pelo menos duas semanas, até que seja realizada a audiência perante um juiz em Roterdã, segundo o porta-voz.

O caso está agora nas mãos do escritório da Procuradoria Geral, que está realizando as investigações pertinentes, antes de dar mais detalhes do caso, acrescentou.

O porta-voz detalhou que o detido estaria preparando um ataque terrorista iminente nos Países Baixos, mas não quis especificar a data ou o lugar prováveis.

É a primeira vez que é detido na Holanda um suposto extremista preparando um atentado terrorista, e com armas e munição já em sua posse.

Até agora tinham sido detidos suspeitos que tinham intenção de adquirir armas ou que eram simpatizantes do grupo extremista EI por seu histórico de buscas na internet.

O nível de ameaça terrorista nos Países Baixos está no segundo nível mais alto desde março de 2013, o que significa que existe um risco "real" de um ataque.

Depois dos ataques terroristas na França e Bélgica, a Holanda foi considerada como um alvo potencial porque participa da coalizão internacional que luta contra o Estado Islâmico na Síria e no Iraque.

Na semana passada, a Europol alertou que os jihadistas podem recorrer a diferentes formas de atentados e reforçou a probabilidade de uso de carros-bomba na Europa.

Além disso, não descartou que aconteçam ataques simultâneos como os de Paris em 2015 ou ações de indivíduos solitários, especialmente na Alemanha, na Bélgica, no Reino Unido e na Holanda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos