Conselho de Segurança da ONU critica presidente da Gâmbia e pede transição

Nações Unidas, 10 dez (EFE).- O Conselho de Segurança da ONU condenou neste sábado a postura do presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh, que após aceitar sua derrota nas eleições de 1º de dezembro agora não reconhece os resultados, e lhe pediu que transfira o poder de forma incondicional.

Em comunicado de imprensa, os 15 membros do Conselho de Segurança instaram Jammeh a respeitar a decisão "do soberano povo da Gâmbia", como fez inicialmente, e a transferir o poder ao presidente eleito "sem condições nem atrasos indevidos".

Jammeh, que tinha reconhecido sua derrota e inclusive felicitou o candidato opositor, Adama Barrow, por sua vitória no pleito, rejeitou nesta sexta-feira os resultados eleitorais.

O Conselho de Segurança também pediu que Jammeh, que governou durante 22 anos, realize um processo de transição "pacífico e ordenado" e exigiu que se garanta a segurança de Barrow e de todos os cidadãos.

O Conselho expressou também seu compromisso de acompanhar a evolução da situação na Gâmbia e felicitou o povo por ter realizado eleições "pacíficas e transparentes".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos