Milhares de sul-coreanos voltam a se manifestar contra presidente

Seul, 10 dez (EFE).- Centenas de milhares de sul-coreanos voltaram a manifestar-se neste sábado no centro de Seul pelo escândalo de corrupção e tráfico de influência que afeta a presidente Park Geun-hye, depois que o parlamento aprovou ontem uma moção para destituí-la.

A concentração, convocada neste sábado por várias organizações pela sétima semana consecutiva na avenida de Gwanghwamun, começou com um marcado ambiente festivo e sem que as autoridades informassem sobre incidentes destacáveis.

A principal artéria do centro da capital voltou a encher-se de velas elétricas, cartazes de protesto e imagens satíricas de Park, nesta ocasião para celebrar a destituição provisória da debilitada presidente e reivindicar que ela assuma a responsabilidade do maior escândalo político na história recente do país.

A Assembleia Nacional aprovou ontem por grande maioria um impeachment contra Park, o que deixa a presidente afastada de todos seus poderes como chefe de Estado, desde o controle do exército até o direito a veto ou decisões sobre política externa.

A decisão do parlamento aconteceu depois das contínuas manifestações nas quais milhões de cidadãos exigiram a renúncia de Park, a quem os procuradores consideram cúmplice de sua amiga Choi Soon-sil, apelidada de "Rasputina sul-coreana".

O controle do governo ficou provisoriamente nas mãos do primeiro-ministro, Hwang Kyo-ahn, até que o Tribunal Constitucional dê seu veredito final sobre a votação parlamentar.

Para que a destituição da presidente seja efetivada se requer o voto de seis dos nove juízes do Constitucional, um processo que poderia prolongar-se por até seis meses.

O caso que pôs contra as cordas a presidente sul-coreana tem sua origem em sua relação com Choi, uma amiga íntima que supostamente arrecadou dezenas de milhões de dólares das maiores empresas do país - por meio de extorsão ou em troca de favores- e posteriormente se apropriou de parte dos fundos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos