Sobe para 45 o número de mortos no duplo atentado de sexta-feira na Nigéria

Abuja, 10 dez (EFE).- Pelo menos 45 pessoas morreram ontem em um duplo atentado com bomba em um mercado de rua no estado de Adamawa, no nordeste da Nigéria, informaram neste sábado à Agência Efe os serviços de emergências do país africano.

O último balanço, tornado público ontem, situava o número de vítimas mortais em pelo menos 30.

Os atentados - que podem ter sido cometidos por dois terroristas suicidas - ocorreram na cidade de Madagali, a 276 quilômetros da capital de Adamawa, Yola.

Esse estado nigeriano se encontra próximo ao de Borno, base de operações do grupo fundamentalista Boko Haram, que quer estabelecer um califado islâmico no norte da Nigéria, de maioria muçulmana.

"Há 45 mortos e 57 feridos", afirmou à Efe por telefone Sani Datti, porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Emergências, que detalhou que alguns dos feridos seguem recebendo tratamento no Hospital Geral de Michika.

As autoridades continuam investigando o duplo atentado, que se suspeita que poderia ser obra de Boko Haram.

A milícia golpeia o nordeste da Nigéria desde 2009 e já semeou o terror em Madagali há dois anos quando tomou o controle do município, que foi libertado no ano passado por tropas dos exércitos da Nigéria e de seus aliados regionais do Chade, Níger, Camarões e Benin.

Os avanços na luta contra Boko Haram, que perdeu boa parte dos territórios que ocupava para o exército nigeriano, levaram o grupo fundamentalista a atuar com cada vez mais frequência contra alvos considerados "fáceis", como mercados e outras aglomerações de civis.

Em seus sete anos de atividade armada, o Boko Haram matou mais de 20.000 pessoas e provocou a fuga de mais de dois milhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos