Colômbia pede cessar-fogo unilateral do ELN durante festas de fim de ano

Bogotá, 11 dez (EFE).- O chefe negociador do governo da Colômbia com o Exército de Libertação Nacional (ELN), Juan Camilo Restrepo, pediu neste domingo a esse grupo insurgente um cessar-fogo unilateral como uma trégua para o país durante o Natal e o Ano Novo.

"Um cessar-fogo unilateral, como o que já decretou para referendo, seria uma trégua de Natal e Ano Novo propícia para iniciar diálogos em 2017", afirmou Restrepo em sua conta no Twitter, em alusão à reunião que deve ser realizada em janeiro para começar uma mesa pública de conversas com esse grupo insurgente.

"Seria um gesto que construiria confiança para quando começar a fase publica de negociações, que tomara que seja em janeiro de 2017", acrescentou Restrepo.

No entanto, o governo foi enfático ao afirmar que a mesa pública de conversas com o ELN não se iniciará se a guerrilha não libertar antes o ex-congressista Odín Sánchez, sequestrado desde o último mês de abril no departamento de Chocó.

O governo da Colômbia e o ELN pretendiam instalar no dia 27 de outubro, em Quito, uma mesa de diálogos de paz, mas o presidente Juan Manuel Santos adiou a viagem da equipe negociadora ao Equador à espera da libertação do ex-congressista.

Além disso, no dia 7 de novembro o principal comandante do ELN, Nicolás Rodríguez Bautista, conhecido como "Gabino", condicionou a libertação do ex-congressista a que o governo colombiano indulte dois guerrilheiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos