EI se retira de Palmira, após uma noite de intensos bombardeios russos

Cairo, 11 dez (EFE).- O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) se retirou neste domingo para os arredores da cidade de Palmira, após havê-la controlado quase em sua totalidade, perante os intensos bombardeios russos, que se prolongaram durante grande parte da noite, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os jihadistas assumiram ontem grande parte da cidade, no leste da província central de Homs, após combates contra os soldados do governo.

Inclusive chegaram a ter ao alcance de seus disparos a parte greco-romana, patrimônio da humanidade, situada a oeste de Palmira.

O Observatório afirmou que as tropas do regime sírio concentraram um grande número de reforços militares no sul da cidade e na região oeste, enquanto os combatente extremistas se retiraram rumo à região de Al Basatin, no leste de Palmira.

Segundo a ONG, os aviões russos atacaram as posições dos jihadistas até a madrugada de hoje de maneira intensa, para evitar que o EI retomasse a cidade, liberada há mais de oito meses pelo Exército sírio com o apoio de forças russas.

Os ataques também estão sendo feitos contra os extremistas no monte Hajam e no arredor sudoeste de Palmira, além de nos campos petrolíferos de Al Mahar, Yazel e Yahar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos