Santos diz sentir "vergonha" por comentários de que Nobel foi comprado

Oslo, 11 dez (EFE).- O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse neste domingo que lhe envergonham os comentários do ex-presidente Álvaro Uribe e outros críticos de que o Nobel da Paz, que recebeu por seus esforços por acabar com o conflito armado no país, foi comprado.

"Como colombiano, me dá vergonha escutar isso", declarou Santos em entrevista coletiva conjunta em Oslo com a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, um dia após ter recebido o prêmio, que lhe foi outorgado em outubro.

Santos destacou que haviam sido ditas muitas coisas dele, como que era "comunista, membro das Farc ou aliado de Fidel Castro para introduzir uma revolução", mas que "o mais absurdo" era afirmar que esse prêmio tinha sido comprado.

"Uma pessoa não pode comprar um Prêmio Nobel da Paz nem os outros prêmios acadêmicos. São outorgados por um comitê independente que atuam com um alto nível de integridade", destacou Solberg.

A primeira-ministra se referiu também à independência dessa organização para não comentar por que as Farc não tinham sido premiadas com o Nobel, mas ressaltou que seu papel no processo foi reconhecido nos discursos pronunciados ontem na cerimônia, tanto por Santos como pelo líder do Comitê Nobel.

O presidente da Colômbia não escondeu a alegria que tinha representado para ele, no âmbito pessoal, a cerimônia realizada na prefeitura de Oslo e as demais homenagens recebidas ao longo do dia.

"Ontem foi o melhor dia da minha vida", admitiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos