Presidente egípcio afirma que atentado contra igreja foi cometido por suicida

Cairo, 12 dez (EFE).- O presidente egípcio, Abdul Fatah al Sisi, revelou nesta segunda-feira que o atentado cometido ontem na igreja copta de São Pedro, onde morreram pelo menos 23 pessoas, foi perpetrado por um terrorista suicida que explodiu um colete junto ao corpo no interior do templo durante a missa de domingo.

O suposto autor do atentado foi identificado pelo líder como Mahmoud Shafiq Mohammed Mustafa, de 22 anos.

O presidente, que fez este anúncio durante o funeral oficial das vítimas mortais, também informou que três homens e uma mulher já foram detidos com relação ao fato, enquanto outros dois suspeitos estão sendo procurados.

Al Sisi acrescentou que o atentado de ontem "não foi uma falha de segurança", como denunciaram alguns cristãos que se manifestaram ontem e hoje, mas uma amostra de "frustração dos inimigos do país".

"Enquanto estivermos unidos, venceremos", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos